Em todo o país, dioceses e paróquias preparam nesta quinta-feira, 4 de junho, as celebrações e os tradicionais tapetes de pó de serra e sal coloridos....

Eventos da Igreja Católica.

Igreja celebra Corpus Christi

Igreja celebra Corpus Christi

 

Montagem

Em todo o país, dioceses e paróquias preparam nesta quinta-feira, 4 de junho, as celebrações e os tradicionais tapetes de pó de serra e sal coloridos. Trata-se da solenidade de Corpus Christi.  “É a festa da Eucaristia, que celebra o Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo”, explica o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Steiner.

  A origem da festa remete à devoção eucarística iniciada na França e na Bélgica, antes do século XII. Ligada à piedade do povo cristão, a solenidade também é lembrada pela influência das visões da monja agostiniana belga, Juliana de Cornillon, que mostravam o anseio de Cristo para que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque. Tais visões foram decisivas para o papa Urbano IV que, em agosto de 1264, publicou a bula Transiturus de hoc mundo. O documento determinou a celebração de Corpus Christi na quinta-feira após a solenidade da Santíssima Trindade. O Concílio Vaticano II vinculou a celebração ao mistério pascal de Jesus Cristo, dando novo significado à festividade.

Segundo dom Leonardo Steiner, a solenidade de Corpus Christi é marcada por celebrações, procissão e o enfeite das ruas. “Mas o sinal mais significativo é  a reverência a Cristo que por amor de nós fez-se pão repartido”, afirma.

Procissão

Com rito solene e cânticos, a procissão, segundo dom Leonardo Steiner, é a presença visibilizada de Jesus nas ruas e nas cidades. “Como expressão de nossa reverência e admiração, enfeitamos as ruas e lugares por onde Ele passará”, acrescenta.

A orientação da Igreja é para que a procissão aconteça após a celebração eucarística. Durante o percurso, de acordo com o costume, podem ser concedidas bênçãos eucarísticas em estações.

Tapetes

A tradição dos tapetes que ornamentam a solenidade de Corpus Christi no Brasil tem origem nos imigrantes açorianos, provenientes do arquipélago dos Açores, em Portugal. O Barroco, manifestação artística do século XVII, enriqueceu a festa com suas características e, desde a época colonial, uma profusão de cores, a música e expressões de grandeza marcam a festa.


 

Envie seu comentário

Redes Sociais

Receba notícias grátis

Modalidades

Twitter

Arquivos



Copyright © 2013 Cobras da Notícia - Direitos Reservados - Desenvolvimento AbusarWEB